Pesquisar este blog

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Um longo despertar

Ao longo dos anos tive algumas experiencias que foram como um lapso do que existiria fora da Matrix.

2000 - havia terminado a faculdade há alguns meses e ao tirar um extrato no caixa eletronico percebi que após 10 anos de trabalho eu tinha juntado 100k em poupança e fundo de investimento. Por alguns segundos pensei o que fazer com toda aquela grana. Dava pra comprar um apartamento. Mas pra que se eu morava com minha familia, nao pagava aluguel, enfim, tinha casa, comida e roupa lavada ? Um carro ? Estava feliz com meu 1.0 e nunca curti carros. Tinha muitos planos pra viajar, enfim, essa grana nao ia dar nem pro cheiro. Deixei pra lá e continuei trabalhando.

2008 - com a crise financeira global eu perdi uma boa grana. Minha previdencia privada da empresa era toda em renda variavel. Eu nao tava nem aí, pra mim era dinheiro que eu nao via. Todos aportes do ano viraram fumaça. A partir daí eu passei a controlar melhor meu patrimonio. Até entao eu só via o quanto tinha na hora de declarar imposto de renda. Era uns 700k na época. Eu nem ligava, pensava "ah, sou novo ainda tenho muito pra trabalhar... quando der 1 milhao eu vejo".

2010 - com a proximidade iminente do primeiro milhao, aquele lapso do ano 2000 voltou com força. Meu Deus, o que eu faço agora ? Será que acabou a corrida dos ratos ? Não era possível, eu era novo, tinha que trabalhar até uns 60 anos pelo menos. Era uma loucura, tinha algo de errado, era muita grana. Percebi que ainda nao tinha um imóvel próprio e pagava aluguel. Pronto, é isso. Comprei um apartamento. Voltei pra Matrix, baixei a cabeça e continuei trabalhando.

2013 - se a idéia era diminuir o patrimonio, nao deu muito certo, pois o apartamento valorizou pra cacete. E a grana que sobrou continuou rendendo em fundos, previdencia privada e até poupança. Os aportes continuavam chegando e o primeiro milhao chegava mais uma vez... Nao, nao, peraí... aha ! É porque nao tenho filhos ! Pronto ! Como estavamos decididos a ter um bebê este se encarregaria de consumir toda a grana. Beleza, deixa eu voltar pro trabalho.

2015 - a vida seguia seu curso quando fui contactado por uma corretora que queria me vender um baita seguro de vida em vida, algo pra salvaguardar o sustento da minha familia pra sempre caso algo acontecesse comigo - morte ou invalidez. Falei pra ela minhas despesas, proventos e planos. Numa reuniao ela me lançou "Porque vc guarda tanto dinheiro ?". Nem sei o que respondi, porque eu nao tinha resposta, nao sabia o que estava fazendo. Estava somente vivendo minha vida. Nao comprei o tal seguro (era uns 10k por ano) mas fiquei encucado com os numeros. Comecei a aprender sobre renda fixa e saí da poupança, parei de por dinheiro em fundos e fui pra CDB, LC* e Tesouro Direto. 

2016 - percebi que apesar de um filho dar bastante despesa, nao é tudo de uma vez... Sinto o efeito bola de neve. Demorei 20 anos pro primeiro milhao e 6 anos depois o segundo se tornava realidade. Aperfeiçoei meu controle de investimentos e comecei a brincar com a ideia de se aposentar mais cedo. Quanto realmente eu precisaria ? Sendo uma conta bastante complicada, eu eventualmente deixei pra lá. O bolo continuava crescendo e eu nao tinha mais nada pra fazer a nao ser continuar na corrida dos ratos, pois afinal é o que todo mundo faz.

2017 - ao fazer o balanço anual mais uma vez fui pesquisar o tema "Quanto preciso para me aposentar", no embalo da reforma da Previdencia que vinha em destaque nos jornais naqueles dias. Googlando em ingles cheguei a uma materia da Forbes sobre um casal que se aposentou com 30 e poucos anos nos EUA. Guardei a matéria pois ali tinha numeros, nao só palavras. Deles cheguei a outros gringos que tambem conseguiram sair da corrida dos ratos fazendo o que eu sempre fiz - viver com menos do que se ganha. A curiosidade me levou a blogs de brasileiros que mesmo em meio ao nosso caos sócio-político-economico tambem conseguiram, estavam por conseguir, ou tinham meta e planos claros para em alguns anos (e não décadas) alcançar a independencia financeira, ou se aposentar antes dos 65 anos. Eu também nao precisava trabalhar até morrer.

Acordei. E agora ?


7 comentários:

  1. É isso ai Vagabundo...depois de despertar para a possibilidade de FI/RE ninguem segura...cedo ou tarde chegaremos lá.
    Quiser conhecer mais uma estratégia que estou trazendo dos EUA para o BRazil confira em http://dogsdabovespa.blogspot.com mas ainda está em construção

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigado pela visita ! seu blog novo tá fora do ar.

      Excluir
    2. Verdade. Coloquei ele em https://aposenteaos40.wixsite.com/dogsdabovespa

      Excluir
  2. afinal, vc juntou mesmo os dois milhões? rsrsrs não ficou claro pra mim, pq vc botou q "acordou"...
    vai divulgar a evolução do patrimônio / carteira?

    bem vindo à finansfera!
    aqui é um lugar pra aprender e trocar experiências com pessoas de todos os estilos...
    grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. a evolucao está aí nesse post... vou colocar mais detalhes conforme o tempo permite. valeu !

      Excluir
    2. então vc já virou vagabundo efetivamente! rsrsrsrs

      parabéns!

      Excluir
    3. talvez. ainda nao estou totalmente convencido, continuo fazendo muitos calculos e trabalhando normalmente, porém acho que a IF está perto. tá chegando a hora de virar vagabundo !

      Excluir